Brazil Connections. Conectando os brasileiros no mundo.
Tuesday, December 12, 2017
Cultura

MASP completa 70 anos

MASP
84Vizualizações

MASP completa 70 anos

O mais importante museu de arte da América do Sul, O MASP completou 70 anos no dia 2 de outubro 2017. O museu criado por Assis Chateaubriand em 1947 entra para a 7a. década de existência.

MASP completa 7 décadas com show e palestras.

O MASP (Museu de Arte de São Paulo) esteve de aniversário no dia 2 de outubro, entrando para a sua 7a década de existência. Para comemoração da data, houve eventos, shows, visitas, palestras, seminários e filmes.

MASP
Construção do MASP, década de 1950

Na segunda feira a entrada foi grátis e, o público teve acesso ao museu a partir das 10h até as 22h. Fora o acervo standard do museu, o público também poderá admirar as exposições de Miguel Rio Branco: nada levarei quando morrer e Tracely Moffatt.

A mostra Miguel Rio Branco

Nessa mostra são retratadas em 61 fotografias a área de prostituição Rio Branco, no Pelourinho em Salvador. Também em cartaz a mostra Toulouse-Lautrec em vermelho, a maior em terras brasileiras em homenagem ao francês Henri de Toulouse-Lautrec.

MASP
Exposição Miguel Rio Branco- nada levarei quando morrer

75 obras se fazem presentes sob o tema da sexualidade, no meio delas pinturas e gravuras e obras gentilmente cedidas por importantes museus como: Tate e Victoria & Albert Museum de Londres; o Musée d’Orsay de Paris e, coleções particulares.

Do segundo andar do prédio o visitante poderá admirar a famosa Avenida Paulista e a Avenida Nove de Julho. Desse mesmo andar, as 19hs, as persianas das janelas serão abertas mostrando as obras apoiadas em cavaletes de cristal.

Primeiro Cartaz no MASP
Primeiro Cartaz no MASP

Origem do MASP

Esse museu, que hoje é um ícone, foi criado em 1947 pelo jornalista e empresário brasileiro Assis Chateaubriand, junto com o também jornalista italiano Pietro Maria Bardi. Hoje, o MASP possui um grande acervo, em toro de 8 mil itens incluindo gravuras,esculturas e óleo sobre tela nacionais e estrangeiros, com pecas produzias desde a antiguidade (século IV a.C.) até os dias de hoje.

Com um acervo incrível, dentre outros clássicos da Escola Italiana de Arte como as obras de Ticiano, Bellini, Rafael e Andrea Mantegna, as pintursa de Renoir, Monet, Manet, Nattier, Cézanne, Toulouse-Lautrec, assim como as obras de Van Gogh, Modigliani e Gauguin.

Evidentemente também destacam-se os artistas brasileiros: Candido Portinari, Almeida Junior, Victor Brecheret, Anita Malfatti e Flávio de Carvalho.

Símbolo arquitetônico revolucionário

No começo o Masp era localizado num prédio de quatro andares na Rua 7 de Abril, sede dos Diários Associados, fundado por Chateaubriand.

O atual endereço, com 11.000 m2, na Avenida Paulista, só veio vinte e um ano depois. Tendo a sua inauguração no dia 2 de outubro de 1968, contou com a participação de personalidades nacionais e internacionais, entre elas a rainha Elizabeth II.

MASP_Tomie Ohtake e rainha Elisabeth II da Inglaterra
Tomie Ohtake e Rainha Elisabeth II da Inglaterra

O Masp foi um projeto revolucionário de Lina Bo Bardi, esposa de Pietro Maria Bardi, que alémda estética, representava a ousadia arquitetônica, numa época em que o país atingia o máximo da rebeldia do pensar contra uma ditadura militar.

O prédio impactava quem o via, porque parecia uma caixa suspensa no ar, sendo sustentado apenas por quatro grandes pilares e duas vigas. Tem formato retangular, cercado de vidros, reunindo cinco pavimentos entre o subsolo e o último andar, tendo um vão-livre em frente à Avenida Paulista, de 74 metros quadrados.

Lina Bo Bardi na construção do MASP na Avenida Paulista
Lina Bo Bardi na construção do MASP na Avenida Paulista

Grandes manifestações populares se encontram aqui, assim como eventos e feiras, apresentações musicais e a tradicional largada do final de ano: a São Silvestre.

Parabéns Masp pela sua representatividade da qual nos orgulhamos nacionalmente.

Leave a Response

Translate »
error: Content is protected !!
%d bloggers like this: